"Um rapaz muito solitário chegou um dia a pensar que era louco. Bastou, em suas andanças, encontrar outras pessoas que tinham a mesma viagem, que poderia parecer loucura aos olhos dos velhos, para ele perceber, sem muito esforço e com um tesão danado, que a loucura dele havia se transformado em fé."

Toda comunicaçãoo é uma tentativa de levar alguém a agir. Esse blog também. Incorporar dará mais vôo que compreender.

"Que estranhas cenas descreves. E que estranhos prisioneiros. São iguais a nós." (Platão)

"Biografia do orvalho (Manoel de Barros)
A maior riqueza do homem
� a sua incompletude.
Nesse ponto sou abastado.
Palavras que me aceitam como
sou - eu n�o aceito.
N�o ag�ento ser apenas um
sujeito que abre
portas, que puxa v�lvulas,
que olha o rel�gio, que
compra p�o �s 6 horas da tarde,
que vai l� fora,
que aponta l�pis,
que v� a uva etc. etc.
Perdoai
Mas eu preciso ser Outros.
Eu penso renovar o homem
usando borboletas."

xiruss@gmail.com 
Xiru no Orkut  
   

<< March 2006 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04
05 06 07 08 09 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31





rss feed



15.3.06
o recado magico

""Chove muito e venta bastante..."

O Recado Mágico

Uma Amiga, Um Amigo, um Pai meio tresloucado e um gato azul...

 Era uma vez uma guria, que teria uma história bem longuinha para contar, mas ela prefere começar com uma cena importante daquelas de não muito tempo atrás. O resto que vem antes fica melhor n'outra hora; assim como fatos importantes mas que não fazem parte deste capítulo também ficarão para o logo mais...

 Bem, voltando à nossa guria, ia ela pelas ruas de uma cidade, que hoje ela sabe exatamente o que sente por essa cidade, mas naquele dia não, não sabia nada, nada do que sentia, mas alguma coisa teria que mudar, alguém tinha de aparecer...

 E então que surge uma outra guria, uma guria linda, elas até se conheciam, mas foi naquele dia que o pacto foi traçado, foi daquele dia em diante que tudo seria diferente...

 Essa segunda guria tinha a cura, a cura para o vazio de nossa protagonista, o fim das dores e dos soluços mudos... E um dia ela veria que tudo tinha sido e seria para sempre muito mais profundo que isso...

 Dizia ela à nossa amiga que numa cidade não muito distante, mas também não tão perto como gostaríamos, viviam seres encantados, um grupo fabuloso de guris maravilhosos e que eles seriam seu alento, assim como já o haviam sido para ela também...

 Aquela era a solução, era disso que ela precisava, de seres mágicos, capazes de fazê-la sorrir...

 Assim mesmo naquela noite elas conversaram pelo telefone com o elo mais forte daqueles seres mágicos...

 A nossa guria e este guri conversaram muito e descobriram que já se conheciam mesmo sem nunca terem se visto...

  E conversaram... muito.
  E telefonaram-se... várias vezes.
  E escreveram... milhões de coisas...
  E de repente nunca falaram do mais importante... (mas isso também é para outra hora).


 Eles se conheceram pessoalmente e se afinaram cada vez mais...

 Só que eles não viveram felizes para sempre... não por enquanto...

 A distância, a distância que só esta guria conseguiria explicar...

 E um dia ela ainda há de explicar...

("Chove em seu rosto também... mas isso lava sua alma...")

 A coisa mais concreta para esta guria neste momento é que aquele guri é uma das três pessoas (de uma certa classe) mais importantes pra ela, e que mesmo que a distância , o silêncio queiram dizer o contrário, os sentimentos são muito, mas muito mais fortes...

 Bem, ela se afastou de muita coisa, mas ele não, ele é um ser mágico, o elo mais forte nunca se rompe. Ele sempre manteve contato, mesmo que indiretamente...

 E qual não foi a surpresa desta guria quando ela chega em casa, num certo dia (na casa de seus pais), onde ela havia deixado seu gato branco Nicolas, que de mágico não tinha nada, e o encontra COMPLETAMENTE AZUL?

 Aquele guri, aquele ser mágico, havia corrompido seu pai, que parecia ter 15 anos, e juntos, um com a tinta outro com a mão de obra, haviam transformado o gato num recado mágico, num chamado a vir a tona...

 Nicolas parecia saído das páginas de um gibi...

 Aos poucos o recado foi enfraquecendo, junto com o azul da tinta, mas para que a guria nunca se esqueça de como ele era importante, ela registoru... na máquina fotográfica, na memória e no coração...

 Aos poucos ela está voltando...

 Existem coisas das quais não se consegue fugir, uma delas são os seres mágicos. "

PS: essa carta recebi de uma grande amiga, de uma família especial pra mim e pra quem passa por perto...


Posted at Wednesday, March 15, 2006 by Xiru Sander Scherer

carolinda
November 26, 2009   12:10 PM PST
 
ah.
me chocou tanto que nem tenho palavras. mas o que me assusta, é a idéia de não poder fugir de pessoas mágicas.
sacanitas
May 21, 2006   12:40 PM PDT
 
ola! :)
passando por perto...

muito louca! adorei!

beijos
marcia
May 17, 2006   10:04 AM PDT
 
é o que vc provoca.
mi mana
March 23, 2006   11:02 AM PST
 
amei essa carta....e soh pra nao deixar em branco...
A coisa mais concreta para esta guria neste momento é que aquele guri é uma das três pessoas (de uma certa classe) mais importantes pra ela, e que mesmo que a distância , o silêncio queiram dizer o contrário, os sentimentos são muito, mas muito mais fortes......
amei essa frase....a mais pura verdade....
bjos mano!

*eu nao fui, mas o namo foi praih hj...hehe*
mi mana
March 23, 2006   11:02 AM PST
 
amei essa carta....e soh pra nao deixar em branco...
A coisa mais concreta para esta guria neste momento é que aquele guri é uma das três pessoas (de uma certa classe) mais importantes pra ela, e que mesmo que a distância , o silêncio queiram dizer o contrário, os sentimentos são muito, mas muito mais fortes......
amei essa frase....a mais pura verdade....
bjos mano!

*eu nao fui, mas o namo foi praih hj...hehe*
Cy
March 16, 2006   03:22 PM PST
 
Tenho tanta coisa a dizer sobre esse texto, mas tanta, que não vou escrever aqui. Tu sabe...
Xiru
March 16, 2006   01:15 PM PST
 
"Entender é parede. Procure ser uma árvore"
 

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments




Previous Entry Home Next Entry